+55 (11) 937.049.607


DIA DA MULHER NEGRA LATINO-AMERICANA E CARIBENHA: DATA É COMEMORADA COM MÚSICA E SARAU

A partir das 15h desta tarde (25) a voz de Laura Souza vai enriquecer e embelezar ainda mais a celebração do Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, e o Dia Nacional de Tereza de Benguela, em Sarau na Casa da Mulher Jauense.

O evento, realizado pela Prefeitura de Jahu, por meio da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, conta com participação da Profª. e filósofa Anne Cauduro e de Márcia Beatriz,
autora de joias e Profª. voluntária da Casa da Mulher Jauense.

LUTA HISTÓRICA
Em 1992 um grupo de mulheres negras de países da América Latina se reuniu em Santo Domingos, na República Dominicana, para realização do primeiro Encontro de Mulheres Negras Latinas e Caribenhas. Na ocasião foram discutidas temáticas que afetam todas as mulheres como o machismo, educação, formação profissional e maternidade entre outras. Questões como racismo e preconceito também foram discutidas durante o encontro.

A fim de chamar a atenção para esta problemática a data de 25 de julho foi definida como Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. No mesmo ano a ONU (Organização das Nações Unidas) reconheceu a data com objetivo de fortalecer a luta dessas mulheres no continente.

TEREZA DE BENGUELA
Nesta mesma data é comemorado o dia de Tereza de Benguela, símbolo de resistência das mulheres negras no Brasil. Ela foi uma líder quilombola no século 18, no Vale do Guaporé, em Mato Grosso. Com a morte de seu companheiro Tereza assumiu a luta da comunidade negra e indígena contra os opressores portugueses até a destruição do quilombo.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *