+55 (11) 937.049.607


Vítima de um acidente que a deixou tetraplégica durante a preparação para as Olimpíadas de 2014, Lais Souza vem se recuperando desde então. Nesta segunda-feira (28), a ex-ginasta revelou que já sofreu abuso sexual de cuidadores.

“Já fui abusada antes, quando tinha quatro anos, e depois do acidente, que foi quando realmente fiquei supervulnerável. Foram abusos inesperados. Eu estava totalmente vulnerável: deitada, dormindo… não estava nem vendo o que estava rolando. E não tenho sensibilidade em 100% do corpo. Sinto que está tudo certo e a pessoa se aproveita daquilo”, disse Lais Souza em entrevista ao canal “Café com Mussi”.

A ex-atleta perdeu os movimentos dos braços e das pernas em 2013 quando sofreu um acidente esquiando. Ela se preparava para disputar os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, realizado no ano seguinte, mas se chocou com uma árvore durante o treinamento.

“Se eu deitar de barriga, acabou, não sei o que está rolando, porque tenho pouca sensibilidade. São muitos procedimentos que preciso fazer de barriga para a baixo. Isso é só um exemplo. A maioria (dos abusos) foi quando eu estava quase dormindo. Já aconteceu tanto com homem quanto com mulher. Com homem gay, mulher gay… é uma parada estranha, mas a gente tem que se educar e ver mais essas coisas.”, acrescentou Lais Souza.

Além disso, a ex-ginasta de 24 anos também admitiu que sentiu medo de ser morta após denunciar os abusos que sofreu.

“Simplesmente denunciei. Em alguns casos, me deu medo. Fiquei com medo de a pessoa vir atrás e me matar. Não (houve ameaças), só medo e insegurança mesmo. Minha confiança é bem abalada. Para confiar em alguém, tenho saber realmente quem está ali, conversando, convivendo. Quando vai entrar um cuidador, a gente fica um bom tempo treinando. Explico para ele como quero. Deixo cada coisa no seu lugar para que não tenha nenhum pontinho em que ele precise dar um passo para lá que eu não saiba. Tento fazer com que tudo esteja no meu controle”, completou Lais Souza.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *