+55 (11) 937.049.607


Flora Gil, mulher de Gilberto Gil, atualizou estado de saúde de Preta Gil, que fez uma cirurgia para a retirada do tumor identificado em seu intestino no Hospital Sírio-Libanês na quarta-feira (16).

“Do jeito que ela gosta, cercada de amor e confiança. Logo Preta vai mandar notícias. Mas por agora é só agradecer por ter corrido tudo bem e ter dado tudo certo”, publicou a madrasta da artista em seu perfil no Instagram.

Antes da cirurgia, a cantora apareceu ao lado do filho, Francisco Gil, e demonstrou confiança. “Estou indo agora fazer a cirurgia pra retirar o tumor. Estou aqui cercada de amor, com meu filho ao meu lado e tantos amigos e familiares, estou grata e calma, muito confiante nos médicos, já Deus certo, receberei a energia e vibrações positivas de vocês, orem por mim”, disse na legenda.

Boletim médico

O Hospital Sírio-Libanês, localizado na zona sul da capital paulista, emitiu um boletim médico, reforçando as informações de Flora. “A paciente Preta Maria Gadelha Gil Moreira foi submetida, na data de ontem, a procedimento cirúrgico para tratamento de tumor de reto. A cirurgia transcorreu sem intercorrências e, no momento, encontra-se acordada, em bom estado geral, com parâmetros clínicos normais, em cuidados pós-operatórios em Unidade de Terapia Intensiva.”

Entenda como foi feito o procedimento cirúrgico

Preta teve o diagnóstico do câncer colorretal em janeiro deste ano e, em março, sofreu uma septicemia, fruto de uma infecção pelo cateter da quimioterapia, em que ela passou por quatro horas de perda de consciência, reanimação e 20 dias de UTI.

À CNN, a médica Luiza Dib, oncologista e Coordenadora da Pesquisa Clínica do Hospital Sírio-Libanês de Brasília, detalhou como o tumor de intestino se desenvolve no corpo e como é feito a cirurgia para sua retirada.

Segundo médica, os tumores no intestino são originados de pólipos, lesões benignas que não dão sintomas aos pacientes, mas que ainda assim precisam de prevenção.

De acordo com a especialista, existem duas opções de cirurgia para a retirada do tumor no intestino, também conhecido como câncer de cólon, em estágio avançado.

“A cirurgia pode ser feita por via tradicional, que chamamos de via aberta, aquela que possui cortes, mas cada vez mais é utilizada a videolaparoscopia, cirurgia feita por vídeo e em alguns casos recebe até auxílio de robô”, explicou Dib.

Ainda conforme a médica, o procedimento realizado por vídeo possui uma vantagem perante a tradicional. “A vantagem da operação por vídeo é uma recuperação mais rápida do paciente, já que as incisões cirúrgicas são feitas com cortes pequenos”, completou.

As condições pós-operatórias deste tipo de cirurgia costumam ser favoráveis aos pacientes, mesmo que haja limitações e adaptações.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *