+55 (11) 937.049.607


Tiago Pavinatto não faz mais parte dos quadros da Jovem Pan. A empresa comunicou a decisão nesta terça-feira, 22. O profissional era apresentador do programa Linha de Frente e comentarista de Os Pingos nos Is.

Na segunda-feira 21, Pavinatto chamou o desembargador Airton Vieira de “vagabundo e tarado”, por causa da decisão do magistrado de absolver um acusado de pedofilia. Na sequência, o apresentador se negou a pedir desculpa, descumprindo uma ordem direta da direção do canal.

publicidade

Apresentador dobra aposta ao vivo

Pavinatto comentou, no ato, a recusa:

“A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton [Vieira], e não vou fazer, tá? Deixo claro aqui: não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda”.

Adiante, Pavinatto reforçou que não pediria desculpa ao desembargador. “Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar, pela questão do desembargador”, disse. “Não vou fazer, desculpem-me. Não tem mais clima. Falar de criança acaba comigo. Espero que amanhã eu volte para cá.”

Direção do canal tenta apagar incêndio

Os executivos da emissora suspenderam o apresentador de imediato ao fim do Linha de Frente. Além disso, removeram quanto antes os vídeos com os insultos e a exposição da desobediência. Hoje, a Jovem Pan confirmou a demissão de Pavinatto.

A empresa comunicou também o desligamento de Rodolfo Mariz, comentarista que chorou no ar, enquanto falava sobre o caso. Na visão dos diretores, sua reação inadequada teria estimulado a falta de postura de Pavinatto.

Jovem Pan e Tiago Pavinatto se pronunciam

No começo desta noite, a empresa emitiu a seguinte nota:

“O apresentador Tiago Pavinatto e o comentarista Rodolfo Mariz cometeram excessos em suas participações e recusaram a orientação de realizar, ao término do programa Linha de Frente, uma responsável retratação. Em virtude do ocorrido, a direção do canal decidiu pelo desligamento dos profissionais”.

Em seu perfil no Twitter, Pavinatto reafirmou sua atitude:

“Eu jamais, JAMAIS, pediria desculpas por me revoltar contra um desembargador que inocentou um pedófilo septuagenário, argumentando que a criança estuprada era prostituta e drogada. Não fui demitido: disse, com paz de espírito, que preferia perder o contrato a perder a decência.”

Jovem Pan demite Pavinatto
Já demitido, Pavinatto reforça comportamento ao vivo | Foto: Reprodução/Twitter

Além de jornalista, Tiago Pavinatto é jurista com mestrado e doutorado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (FDUSP). Buscando evitar polêmicas, a Jovem Pan via no apresentador uma demonstração do tom mais ponderado que a emissora desejava adotar.





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *