+55 (11) 937.049.607


O maior valor já sacado por um CPF – ou pessoa física – no Sistema de Valores a Receber foi de R$ 2,8 milhões, segundo informou o Banco Central nesta semana.

Se considerado o maior valor sacado por um CNPJ – uma empresa – foi de R$ 3,3 milhões, disse o chefe do departamento de atendimento institucional do BC, Carlos Eduardo Rodrigues da Cunha Gomes, durante uma live da autarquia.

Contudo, ele ressaltou que 88% dos valores que estão na base são abaixo de R$ 100. Segundo o Banco Central, cerca de 643 mil pessoas têm mais de R$ 1.000 a sacar de “dinheiro esquecido”.

O SVR é uma ferramenta desenvolvida pelo BC que permite que cidadãos e empresas consultem se têm algum dinheiro “esquecido” a receber em bancos e demais entidades do sistema financeiro.

O sistema soma R$ 11,6 bilhões disponíveis para resgate, mas apenas R$ 4,4 bilhões foram sacados, também segundo o executivo do banco central.

Carlos Eduardo ainda ressaltou que o valor a ser devolvido ainda pode aumentar dentro do sistema do SVR. “A nossa vida continua, e podemos ter outras origens entrando no sistema de valores a receber”, explica.

Veja como consultar

A primeira etapa da plataforma foi liberada em 28 de fevereiro, e permitia, com a utilização de um CPF ou CNPJ, consultar apenas existência ou não de “dinheiro esquecido”, sem informar o valor

Para fazer a consulta é necessário informar a data de nascimento ou a data de criação da empresa, no caso de CNPJs.

Caso o solicitante tenha alguma quantia a receber, uma mensagem aparecerá na tela informando que o CPF ou o CNPJ e deve aguardar a data indicada para realizar os próximos passos e receber o montante.

Após acessar o site e entrar na conta, o usuário terá 30 minutos para verificar as informações sobre o recebimento, a instituição que fará o pagamento e a conta escolhida para receber o montante.

É importante ressaltar que o único site em que é possível consultar e saber como solicitar a devolução dos valores da pessoa física, empresa ou de pessoas falecidas é o https://www.bcb.gov.br/meubc/valores-a-receber.

O Banco Central não envia links para o cidadão, mensagens ou qualquer outra forma de contato para avisar que existe algum dinheiro esquecido em conta. Além disso, a consulta e a operação para receber os valores é gratuita, não cabendo ao BC cobrar pela verificação e a nenhuma instituição a cobrança pela transferência.

Veja também: BC abre consulta a R$ 6 bilhões esquecidos em bancos



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *