+55 (11) 937.049.607


A prisão, nesta quarta-feira (9), do ex-diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal Silvinei Vasques marcou mais um revés para aliados do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). O cerco se fechando a figuras como Anderson Torres, Mauro Cid e Carla Zambelli tem em comum ações autorizadas por Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

Silvinei é suspeito de ter usado a PRF para interferir nas eleições no ano passado, com uma série de blitze montadas em rodovias federais no dia do segundo turno —concentradas na região Nordeste. Mensagens em posse da Polícia Federal indicam que ele ordenou um policiamento direcionado contra eleitores de Lula (PT).

Naquela data, Moraes chegou a convocar Silvinei para dar explicações ao Tribunal Superior Eleitoral e teria o ameaçado de prisão. Ele é suspeito de prevaricação e violência política, e a PF apura crimes eleitorais, entre eles o de impedir ou embaraçar o exercício do voto. Na CPI do 8 de Janeiro, o ex-diretor da PRF negou ter agido para atrapalhar eleitores de Lula.

A PF ouviu nesta quarta dezenas de policiais rodoviários no âmbito desse inquérito —Moraes usou a oitiva como uma das justificativas para a prisão de Silvinei. O ex-diretor deve prestar depoimento nos próximos dias, e sua defesa não comentou o mérito das suspeitas. Nesta quarta, bolsonaristas saíram em defesa de Silvinei.

O episódio desta quinta (10) do Café da Manhã explica a operação que prendeu o ex-diretor da PRF e analisa o cerco do ministro Alexandre de Moraes ao entorno de Jair Bolsonaro. O podcast entrevista Marcelo Rocha e Matheus Teixeira, repórteres da Folha em Brasília.

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando acima. Para acessar no aplicativo, basta se cadastrar gratuitamente.

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia. O episódio é apresentado pelos jornalistas Gabriela Mayer e Gustavo Simon, com produção de Carolina Moraes, Laila Mouallem e Victor Lacombe. A edição de som é de Thomé Granemann.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *