+55 (11) 937.049.607


Nacionalmente conhecido como Didi desde o surgimento dos Trapalhões, nos anos 1970, Renato Aragão perdeu a marca do seu apelido? Na tarde da última quarta-feira foi noticiado que uma empresa chinesa de mobilidade urbana, chamada Beijing Didi Infinity, teria registrado “Didi” e o humorista, de 88 anos, perdido o direito de usá-la. Lílian Aragão, esposa de Renato, negou que ele tenha perdido esses direitos.

Renato Aragão perdeu ou não os direitos sobre a marca “Didi”?

De acordo com informações do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (Inpi), hoje, de fato, “Didi” pertence à chinesa Beijing Didi Infinity, que entrou com um pedido de registro em 2016, concedido em 2018 e válido até 2028.

O termo “Didi” puro e simples nunca foi requisitado ao Inpi pela Renato Aragão Produções Artísticas, empresa que existe desde 1978. O humorista já registrou apenas a expressão correlata “As aventuras do Didi”, com um pedido feito em 2001 e sucessivamente prorrogado até 2027. A expressão “A turma do Didi”, por exemplo, é de direito da TV Globo.

“Didizinho”, também noticiado como marca perdida, permanece com Renato e não foi registrado pela Beijing Didi Infinity.

Os pedidos de registro da marca 'Didi' — Foto: Reprodução
Os pedidos de registro da marca ‘Didi’ — Foto: Reprodução



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *