+55 (11) 937.049.607


Cinco crianças já foram resgatadas pelas autoridades do Paquistão após um grupo de oito pessoas ficar preso em um teleférico a quase 300 metros de altura depois que um cabo se rompeu.

Veja abaixo o vídeo do momento da primeira crianças resgatada

Na manhã desta terça-feira (22), um grupo de sete crianças e um adulto viajavam para uma escola quando um dos cabos do teleférico se rompeu, segundo a Autoridade Nacional de Gestão de Desastres (NDMA) do país.

Muitas crianças que vivem em partes remotas e montanhosas da província de Khyber Pakhtunkhwa dependem de teleféricos para ir e voltar da escola. Alguns deles carecem de manutenção regular e podem ser uma forma arriscada de viajar.

As autoridades do país mobilizaram uma operação de resgate – dificultada pelos fortes ventos que atingem a região montanhosa.

data-youtube-width=”500px” data-youtube-height=”281px” data-youtube-ui=”internacional” data-youtube-play=”” data-youtube-mute=”0″ data-youtube-id=”ewj5_tps6XQ”

O número de sete estudantes e um adulto foi informado à agência Reuters por Muzaffar Khan, funcionário da administração distrital em Battagram, atualizando os relatos anteriores de seis alunos e dois professores.

Abdul Nasir Khan, um morador local, disse à Reuters que as crianças estavam indo para uma escola secundária.

Como está sendo o resgate?

As autoridades paquistanesas mobilizaram dois helicópteros do Exército para resgatar as crianças e adultos presos no teleférico.

“Mais três crianças foram resgatadas na operação de resgate do exército do Paquistão”, disseram os militares depois que o helicóptero foi retirado. “Cinco crianças foram resgatadas até agora. A operação continua.”

Com o anoitecer, as operações utilizando helicópteros foram suspensas, mas luzes foram instaladas e uma operação de resgate terrestre continua mais de 12 horas depois que o teleférico se prendeu, disse uma fonte com conhecimento do assunto.

A fonte acrescentou que especialistas em travessia de cabos foram enviados pelos militares para a área. Eles estão tentando resgatá-las uma por uma, transferindo-as para uma pequena plataforma ao longo do cabo.

Imagens de televisão mostraram uma criança sendo levantada do teleférico por um helicóptero em um arnês e depois carregada para o chão.

Um oficial de resgate que está no local, Shariq Riaz Khattak, disse à agência Reuters que a missão de resgate é complicada devido aos ventos fortes na área e ao fato de que as hélices dos helicópteros podem desestabilizar ainda mais o teleférico.

As aeronaves estão pairando perto do teleférico encalhado e até agora duas tentativas de resgate foram abortadas. Uma terceira tentativa será lançada em breve, disse ele, acrescentando que um cabo cerca de 9 metros acima do teleférico está impedindo a operação.

Militares pendurados em um helicóptero conseguiram chegar perto do teleférico, mas não conseguiram resgatar as pessoas a bordo. Ao menos foram entregues comidas e remédios.

Bilal Fiazi, porta-voz do serviço de resgate 1122, disse que o terreno é difícil, devido aos altos picos e um rio que corre pelo vale.

data-youtube-width=”500px” data-youtube-height=”281px” data-youtube-ui=”internacional” data-youtube-play=”” data-youtube-mute=”0″ data-youtube-id=”teaHTfkiMtI”

Um oficial de segurança, falando sob condição de anonimato, disse que após uma tentativa final de helicóptero, os esforços serão provavelmente transferidos para o solo, já que a escuridão e as condições climáticas estão aumentando os riscos, e o teleférico começa a tremer quando o helicóptero se aproxima.

O fuso horário do Paquistão está oito horas à frente do horário de Brasília. O pôr do sol está previsto para cerca de 19h (11h no horário de Brasília).

No local, multidões de aldeões se reuniram na vertiginosa encosta observando ansiosamente a operação.

O primeiro-ministro interino do Paquistão, Anwar-ul-Haq Kakar, ordenou que todos os “teleféricos dilapidados e não compatíveis” fechassem imediatamente, de acordo com um comunicado de seu gabinete.

“Também instruí as autoridades a realizar inspeções de segurança de todos esses teleféricos privados e garantir que sejam seguros para operar e usar”, escreveu Kakar no Twitter.

Como estavam as crianças?

Dois dos estudantes no teleférico estavam perdendo e recuperando a consciência, disse um dos passageiros, à mídia paquistanesa Geo News.

O passageiro, identificado apenas como Gulfaraz, instou as autoridades estaduais a tomarem providências quanto antes. “Nossa situação é precária, pelo amor de Deus, faça alguma coisa”, disse Gulfaraz ao canal de televisão local por telefone.

Ele reclamou que os alunos, que teriam idades entre 10 e 15 anos, não têm sequer água potável.

Os oficiais de resgate conseguiram entregar remédios para náusea após relatos de vômitos entre as crianças, e também medicamentos para o coração.

Os esforços de resgate paralisaram o país, que acompanha a situação pelos aparelhos de televisão.

“Estamos olhando para eles, impotentes, mas não podemos ajudar”, disse um morador no local à Reuters.

Publicado por Léo Lopes, com informações de Mushtaq Ali e Asif Shahzad, da Reuters, e Sophia Saifi , Rhea Mogul e Irene Nasser, da CNN



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *